SABUGUEIRO – (Sambucus nigra)

 

USO MEDICINAL                               VOLTAR

Esse maravilhoso arbusto ajuda nas inflamações, é anti diarreico, ótimo para crianças com doenças como o sarampo e a catapora, pois abaixa a temperatura do corpo e é anti febrífugo, é indicado para tratamentos com os órgãos femininos, pois é um auxiliar maravilhoso para a artemísia.

Também atua nos reumatismos, na purificação dos rins, e provoca o suor

USO ENERGÉTICO

O sabugueiro é indicado para pessoas que estão sempre temendo perder o controle das situações. Para quem tem movimentos involuntários de origem nervosa. O sabugueiro reconstitui o EU, traz confiança, e amplia os sentidos. É ótimo para pessoas que se sentem embotadas, sem conseguir agir, vendo toda sua vida através de um esquema nebuloso.

É indicado para mulheres, juntamente com a Artemísia e a tanchagem, pois atua na reconstituição da auto estima, do respeito próximo e ajuda a colocar limites.

Tem uma atuação perfeita para as mulheres que se queixam que fizeram a opção errada, que estão presas dentro de suas casas com seus filhos, mas não sabem muito bem como resolver sua angústia.

Ajuda a posicionar o que está fora e o que está dentro de nós. O que vale a pena ser mexido, e o que nós temos que nos conformar e trabalhar para amenizar.

USO CULINÁRIO

As flores de sabugueiro são as coisas mais lindas e perfumadas que existem. Servem para enfeitar saladas, doces, sempre usadas cruas e frescas.

Geleia De Ervas E Sabugueiro:

2 K de maçãs ácidas, preparadas conforme foi ensinado na geleia de rosas.

1 ramo de flores de sabugueiro, 1 galhinho de alecrim, galhinhos de Melissa, 1 galho de manjericão, pétalas de rosa branca.

Cozinhe as maçãs e forme um creme conforme o indicado.

Coloque o creme novamente na panela com o buquê de ervas previamente lavadas. Deixe cozinhar por mais 20 min , e coe novamente.

Acrescente, para cada kilo de creme, 5oo g de açúcar mascavo ou mel a gosto, recoloque na panela e deixe dar ponto com uma pitada de cravo e canela em pó.

Bebida de Flores de Sabugueiro

2 L de água

500 g de açúcar.

Sumo e raspa de um limão

Ferva a água com o açúcar, deixe esfriar, coloque o sumo e as raspas de limão e as flores de sabugueiro.

Deixe descansar por 24 h, coberto com um pano de linho ou uma fralda.

Coloque em um vidro de 3 l de boca larga, ou um recipiente que possa ser hermeticamente fechado.

Acrescente 1 l de vinho branco ou cidra e deixe descansar por duas semanas.

Essa bebida mágica pode ser servida como suco, e inclusive misturada com frutas e água

– O sabugueiro pode ser encontrado em tintura mãe.

– O chá de flores de sabugueiro é do outro mundo, no sentido literal e figurado, pois limpa a aura e prepara para coisas novas e criativas.

– Os antigos achavam que dentro de cada sabugueiro morava uma curandeira que tinha sido morta na inquisição de forma injusta.

OUTROS USOS

– Não existe nada mais maravilhoso que um banho de imersão com flores de sabugueiro.

– Seu período menstrual se aproxima e com ele as cólicas? faça banhos de assento com flores e folhas de sabugueiro.

VOLTAR

MALVA


USO MEDICINAL                                 VOLTAR

A malva é usada principalmente em afecções de garganta e ouvido, apesar de também auxiliar.

Hortelã Pimenta na Sinusite. É anti inflamatória para a garganta, expectorante e diurética. Também é ótima para inflamações de pele devido a picada de insetos.É excelente para recompor a mulher após o parto.

É boa para prisão de ventre e colite.

Mas, a especialidade da Malva é realmente garganta, ouvidos e cordas vocais. Pessoas que têm como profissão a fala , ou seja, externalizar idéias e conhecimento deveriam estar sempre usando essa planta, pois ela repõe energias no Chacra Laríngeo.

Também ajuda os contidos a se expressar melhor e com menos timidez.

É ótima para os que verbalizam sempre de forma muito agressiva ou defensiva.

USO CULINÁRIO

A Malva é uma planta deliciosa, pode ser usada para compor suavemente saladas picantes como as de agrião e rúcula, capuchinha e almeirão.

Pode-se fazer uma deliciosa geléia de malva da seguinte forma:

1 k de maçãs ácidas nacionais, cortadas em fatias com casca e semente.

l/2 lt. de chá bem concentrado de malva

Cravo em pó

Canela em pó

Cozinhar

Passe toda essa massa na peneira , volte com a pasta para a panela, e mais metade da quantidade obtida de creme, de açúcar. (em peso; exemplo: 1 kg. de pasta / ½ kg. açúcar).

Acrescente o chá forte de Malva, o cravo e a canela e deixe até dar ponto de geleia.( O creme começa a ficar dourado, e a pular na panela) .

Coloque em vidros esterilizados .

Para acompanhar, um bolo delicioso de folhas de Malva:

nhe as maçãs com muito pouca água até elas ficarem bem pastosas.

3 ovos

1 xic. chá de mel

100 g de manteiga ou margarina

1 copo de chá concentrado de malva e rosas brancas

2 ½ xic. de chá de farinha de trigo

1 colh. de chá de fermento em pó

1 colh. de café de canela em pó

Bata todos os ingredientes muito bem na batedeira.

Forre uma forma redonda com margarina e folhas de malva sem os cainhos, lavadas e secas.

Coloque a massa por cima e asse em forno médio.

OUTROS USOS

– O chá concentrado de Malva, ou a tintura mãe de malva podem ser usados em gargarejos para quem tem faringite ou amigdalite, ou mesmo precisa falar muito.

– Compressas do mesmo chá podem ser feitas nos olhos, para aliviar dores de cabeça ou processos inflamatórios no rosto.

VOLTAR

CATINGA DE MULATA

 

catinga de miulata

USO MEDICINAL                     VOLTAR

DESCRIÇÃO : Pequeno arbusto. Folhas cordiformes, oblongas, lanceoladas, cremadas. Flores amarelas, em glomérulos aproximados em espigas. Não se deve confundir esta planta com outras de igual nome, da família das compostas, que vulgarmente também se chamam tasneira (Tanacetum vulgare), e balsamita vulgar on atanasia-dos-jardins (Tanacetum balaamita).

PROPRIEDADES MEDICINAIS : Asma, dores artríticas, gota, histerismo, reumatismo. Toma-se o chá, preparado por infusão ; e emprega-se também o cozimento, em banhos.

PARTE USADA : Toda a planta.

Não se auto-medique. As informações aqui constantes tem caráter meramente cultural e, a própria Internet como base de pesquisa.

VOLTAR